Viaje, explore e viva! Faça um intercâmbio!

Por Aretha Lima

Quer viajar por muito tempo sem pagar muito? Faça um intercâmbio. As vantagens são inúmeras: aprender outro idioma, viver outra cultura, conhecer pessoas de várias partes do mundo, estar em contato com a cultura local, além de passear muito e ser um tipo de viagem que se pode fazer sozinho. Em alguns casos você pode até trabalhar.

blog-do-xan-chile-intercambio

Sempre tive o desejo de fazer um intercâmbio, mas sempre tive um medinho por estar em um lugar estranho por tanto tempo. Mas esse ano tive coragem e venci meus medos. Tem sido uma experiência incrível!

Uma das coisas que mais me assustava era ficar hospedada em uma casa de família; tanto que no início queria um apartamento individual. Por questão de custo essa opção foi descartada e resolvi encarar a casa de família. Grata surpresa! A casa me recebeu super bem, tenho um quarto individual, além de café da manhã e jantar.

Claro que valem algumas regras, por exemplo: se for passar a noite fora  é preciso avisar e não posso trazer visitas e algumas outras regras da casa. Mas as famílias são selecionadas, entrevistadas e preparadas pra isso. A escola em que irá estudar também te dará suporte e você pode solicitar a troca de residência, se for o caso.

Mas tenha em mente que uma casa de família não significa uma casa com pai, mãe e filhos. Você pode ficar, por exemplo,  em uma casa de alguém que more sozinho. Mas também há opções como hostels, albergues, apartamento para estudantes, apartamentos individuais. Tudo depende do quanto está disposto a gastar. Mas a casa de família, além de oferecer parte das refeições, te coloca em contato com a cultura local.

Algo muito legal é a independência construída pois tudo depende de você e da responsabilidade que vai exercer sobre si. Você também será “obrigado” a praticar o idioma, o que vale muito mais do que meses em uma escola de idiomas; e você nem precisa ficar 1 mês ou mais. Há pessoas que ficam duas ou três semanas e também aqueles que voltam depois de algum tempo.

Um ponto importante é escolher uma boa agência e com referências. Anualmente acontecem algumas feiras de intercâmbio. Foi em uma dessas que peguei as informações que precisava – isso 1 ano antes e sem nem imaginar que faria essa viagem.

Também recomendo escolher um país que você se identifique e que tenha opções de passeios e uma vida cultural ativa. Não se deixe levar apenas pelo preço mas, ao mesmo tempo, considere a situação econômica do país. Uma das minhas opções era a Espanha, mas com a crise europeia e o euro valendo muito mais que o Real a descartei.

As agências também oferecem opções de parcelamento e é possível fechar o pacote em até 10 vezes. Depois disso, você só precisará guardar algum dinheiro para fazer os passeios e comer durante o tempo que estiver fora.

Outra dica: verifique se a escola em que vai estudar oferece passeios. Isso já economiza seu tempo, dinheiro (mas as vezes é preciso pagar a parte) e te dá mais segurança em explorar a cidade.

O intercâmbio é uma excelente opção pra quem procura viagens com enriquecimento cultural e não apenas as compras. A intensidade com que se vive essa experiência a torna inesquecível e transformadora.

[divider divider_type=”colored”][/divider]

Este é o primeiro texto da Aretha sobre seu intercâmbio em Santigo, no Chile. Aproveito o espaço para agradece-la por ter aceitado tão gentilmente o convite para compartilhar com a gente sua experiência.

E você? Já estudou fora? Quer compartilhar com a gente seu experiência? É só escrever para guestpost@blogdoxan.com.br que publicamos. Saiba mais clicando aqui.

Comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. * Campos obrigatórios.

Você pode usar estas tags HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>