Diário de bordo – Nova York – 7 dia

O dia começou com um sol maravilhoso e não perdemos tempo e fomos logo conhecer a Estátua da Liberdade. Antes tomamos café naquele mesmo lugar de sempre, já estávamos tão íntimos que era só o cara lá olhar pra gente e já sabia o que íamos pedir. Nesse dia eu tomei até Nesquik de chocolate.. hahaha mó saudade.

Seguimos sentido South Ferry e descemos na estação final, que já cai ali na South Ferry Island pertinho da entrada para a estátua. A fila também estava grande nesse dia, mas foi super rápido.. coisa de 20 minutos.

O percurso até a estátua é mais ou menos de 15 minutos. Descendo lá você passa por uma praça de alimentação, uma loja de souvenirs (lotada) e seguindo você já tá de cara com a danada!

A Estátua da Liberdade é muito linda, sério! Eu fiquei emocionado (não, não chorei..rs), mas sei lá.. eu pelo menos que sempre quis conhecer NY e tudo mais, acho que a estátua foi o momento mais “tcharãn”!

Curiosidade: Você sabe porque a estátua da liberdade é verde?

Ela é feita de cobre e por causa da maresia da ilha ela acabou ficando com essa coloração verde-azulada, causando algumas reações químicas na coitada. Se vocês repararem alguns prédios de NY também tem o mesmo tom. O esquema é o mesmo.. maresia e bla bla bla.

De lá o Ferry segue para Ellis Island, que é a ilha símbolo da imigração para os Estados Unidos, lá tem um museu falando dos imigrantes e tudo mais, mas como estávamos com o tempo “contado”, nem descemos. Do lado de fora o lugar já é sensacional.. imagino que dentro também possa ser. Vou deixar pra próxima.

Voltando para o metrô, agora sentido Updown, descemos na Penn Station (34 St), alí é que fica a Macy’s, o Madison Square Garden, etc.. na mesma rua fica o Empire State Building, nosso próximo destino.

Empire State Building atualmente é o maior edifício de NY, ele tinha perdido seu posto para a Torre Norte do World Trade Center, mas por causa do 11 de setembro, ele voltou a conquistar a posição, uma maneira muito ruim de se conquistar alguma coisa, mas tá valendo. Ahh, ele tá nessa posição por pouco tempo também né? Ainda esse ano (eu acho que não, mas se estão dizendo) o novo edifício o Freedom Tower será o novo edifício mais alto de NY.

A vista é sensacional e você tem um panorama do tamanho que é Nova York, incluindo todos os 5 boroughs (distritos): Manhattan, Bronx, Brooklyn, Queens e Staten Island. Fora do comum, vale demais a visita.

De lá fomos matar um pouco da saudade do nosso país e seguimos para a Little Brazil (W 46 st), a rua dos brasileiros em NY. Lá realmente dá para  reconhecer muita coisa brasileira, como anúncios, restaurantes e até bebidas, como cerveja Brahma e Guaraná Antarctica. Almoçamos no Emporium Brasil, lá tinha feijoada completa ($18.79), picanha na grelha ($18.79), e não sei por que, pedimos Bife à Parmegiana.. hahahaha, mas tava muito bom e deu pra lembrar um pouco do tempero do Brasil. Ficou uma média de $30 por pessoa, com sobremesa.

Por fim fomos pro hotel para arrumar as malas que no dia seguinte já embarcávamos para Miami. A noite mais uma volta de despedida pela Times Square e assim meio que “termina” o diário de bordo dessa cidade que eu AMEI DEMAIS! Animal, muito loko, e com certeza é destino certo para outras visitas aos Estados Unidos. Nova York, sua linda!

Comentários

Você pode gostar

2 Comments

  1. 1
  2. 2

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. * Campos obrigatórios.

Você pode usar estas tags HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>